Assinatura_1_571_160
subscrição de newsletter

Notícias Económicas

A Coesão Social, Práticas de Cidadania e Envelhecimento Ativo em debate em VN Famalicão

11 de Dezembro de 2014
Image42105_1_301_300

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, apelou à necessidade de “sermos cada vez mais cidadãos e menos indivíduos”. Paulo Cunha falava na abertura do seminário ‘Coesão social, práticas de cidadania e envelhecimento activo, integrado no Projeto “E-RESATER”, que decorreu na Casa das Artes, em Vila Nova de Famalicão, juntando o município, através do Banco Local de Voluntariado; a Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Ave (ADRAVE) e a Associação de Desenvolvimento Local do Vale do Este ‘Engenho’.

Numa altura em que se fala tanto de Estado Social, “é importante que cada cidadão mude a sua relação em face da sociedade”, reflectindo sobre o que cada um pode fazer para ter uma sociedade melhor, defendeu o edil famalicense. Paulo Cunha realça a ideia da “bilateralidade em que cada um pode ter um contributo positivo”, apontando: “nenhum de nós, qualquer que seja a sua relação com a sociedade pode demitir-se de dar um contributo”.

O presidente da Câmara situa neste patamar a “cidadania activa” e sublinha que é preciso convocar todos, destacando a questão da intergeracionalidade. Paulo Cunha assume que “o envelhecimento ativo é um desafio” e sustenta a necessidade de “quebrar com o paradigma que distingue a população activa” de outras camadas e que abre caminho a “conflitos sociais em potência”.

Neste contexto, é importante criar condições para um maior envolvimento social “para que os nossos seniores tenham um envolvimento e uma participação e cada um tenha um contributo a dar” afirma o edil famalicense.

A questão está em reflectir e em debater sobre o que cada cidadão pode fazer pela sociedade. Cabe às entidades públicas como os municípios contribuir para compreender qual é o melhor método, a melhor ferramenta para envolver o maior número possível de cidadãos e instituições, referiu Paulo Cunha, manifestando a esperança que o seminário de ontem se revelasse produtivo e participado.

O Seminário "COESÃO SOCIAL, PRÁTICAS DE CIDADANIA E ENVELHECIMENTO ATIVO" constitui uma atividade que se realiza no âmbito do Projeto E-RESATER, co-financiado pelo Programa de Cooperação Territorial INTERREG IV B SUDOE, no qual a ADRAVE é parceira, contando no território nacional com a Parceria do Município de Vila Nova de Famalicão, do Banco Local de Voluntariado e da Associação Engenho, em cooperação com o Syndicat Mixte du Pays Couserans - Midi-Pyrénées (França), Fondation INTRAS - Centro de investigacion - Castilla y León (Espanha), Federación Asturiana de Concejos - Principado de Astúrias (Espanha), Servicio Aragonês de la Salud – Aragón (Espanha), Fundación para el Desarrollo Social – Aragón (Espanha), e a Union Départementale des Centres Communaux d'Action Sociale du Gers - Midi-Pyrénées (França).

O Seminário que se realizou surge enquadrado, designadamente, nas atividades de promoção da inclusão social dos cidadãos seniores pela saúde e integra-se, também, na Comemoração do Dia Internacional dos Voluntários, pretendendo-se enaltecer os valores que envolvem o voluntariado, como a escolha própria, o compromisso, a solidariedade, a universalidade e a inclusão.

Ver reportagem da FAMATV:
http://www.famatv.pt/pt/play/6-atualidade/964-famalicao-debate-coesao-social-praticas-de-cidadania-e-envelhecimento-activo

Links úteis

Universo Adrave

SGS
ADRAVE, Agência de Desenvolvimento Regional
Avenida 25 Abril, n.º 634 - Casa de Louredo
4760-101 Vila Nova de Famalicão